segunda-feira, 24 de maio de 2010

INFORMATIVO DE GUINE-BISSAU

É muito bom semear em vidas que não tem o mesmo privilegio que nós temos de conhecer o Senhor Jesus,como os povos não alcancados.
As nossas vidas foram marcadas nesse dia,o fato aconteceu no nosso retorno a Guiné-Bissau,ao chegarmos na ilha de Bubaque.Especialmente ao culto na igreja,na aldeia de Etimbato.
Eu e Adriana ,junto com as missionárias Walkiria e Erica,fomos recebidos com musicas que exaltam a Deus,no toque do tambor e palmas.
A entrada da Igreja até o pulpito estava forrado com pano no chão.No decorrer do culto,que estava com uma uncão muito especial,fomos surpreendidos quando eles nos chamaram para irmos a frente da Igreja, nos sentaram em cadeiras ,vieram com duas bacias com agua e comecaram a lavar o meu pé , o de Adriana e até o de Sara.
Depois comecaram a vestir Adriana e Sara com roupas  tipicas,da cultura e me deram um cajado feito de madeira,simbolizando,como se eles estivessem nos dando suas vidas para pastorearmos.
Uma semente caiu em boa terra e deu fruto: um, a cem, outro, a sessenta, e outro, a trinta.”
Vale a pena semear,isso marcou as nossas vidas .Orem por este povo. 

PROGRAMA REOBOTE (CURANDO, ENSINANDO E EVANGELIZANDO)

A graca e a paz do Senhor.
Temos podido ver como Deus é fiel, o mesmo Deus que prometeu, é fiel para cumprir seus propósitos. Temos experimentado nos cultos alegria do Senhor, porque Ele tem nos dado alegria para louvá-lo em todo tempo.
TESTEMUNHO
Tenho um pequeno testemunho para contar. Era um culto numa aldeia chamada Ankadida nós estavamos ministrando e quando eu olho para tras num lugar onde a lus era pouca, eu vi um foco de lanterna e algumas pessoas perto. Aquilo me chamou a atenção, porque elas não estavam voltadas para o culto que estavamos fazendo. Quando eu verifiquei o que estavam fazendo, eu vi uma pequena Bíblia, que eles acharam e estavam desfolhandoa e lendo como se estivessem descobrindo um tesouro. Com isso percebi que realmente a palavra de Deus é viva e eficaz. Aleluia.
TRABALHO EM OUTRA ILHA
Nós queremos agradecer a Deus e a todos vocês que oraram por está viagem, porque tudo ocorreu bem. Nossa chegada em Orangozinho, foi tranqüila e fomos recebidos pelos obreiros nacionais, que estão responsáveis pelo trabalho nesta ilha. Os obreiros Justino e Carlos tem feito um bom trabalho, e nós estamos dando cobertura para eles. Em Orangozinho já tem uma igreja construída, que foi construída com a ajuda do missionário Anderson, que estava tomando conta do projeto no ano 2008 e 2009. Nós conversamos com os obreiros, e vamos ajudalos a terminar a Igreja. Porque ainda falta porta e janela, o piso do chão e alguns banco. Nós também queremos agradecer aos Pastores José e Sirlene que estão na ilha de Uno que nos emprestaram o bote deles, porque a canoa que temos está parada já alguns meses, porque precisa de uma reforma geral. Ficamos um dia e no outro dia nos prosseguimos viagem para Uiti.
VIAGEM PARA UITI
No outro dia prosseguimos com a viagem para Uiti, desta vez a Adriana e a Missionária Walkiria ficaram em Orangozinho, porque a Adriana não estava se sentindo muito bem. Eu e a missionária Erica com, os obreiros Domingos e Justino fomos até Uiti. Levamos 2 horas de viagem até chegarmos em Uiti. Em Uiti a Erica fez consultas e curativos, fizemos também contatos para comecarmos o estabelecimento de uma igreja. Fizemos uma reunião com os lideres da aldeia, e eles aceitaram a nossa proposta para a construcão de uma igreja, e chegaram a nos mostrar dois terrenos. Nós vamos orar, porque queremos que eles facam um documento de doacão do terreno. Mas já conseguimos estabelecer dois dias para comecarmos a fazer cultos em Uiti que é uma tabanca(aldeia) onde a maioria são mulçumanos. Os dois obreiros de Orangozinho Justino e Carlos se disposeram a andarem quase 4 horas para irem até Uiti para fazerem os cultos.
A seara é grande mas poucos são os ceiferos, temos orado para Deus levantar ceiferos nesse tempo.
Mas queremos agradecer a Ele, porque temos visto a sua poderosa mão nos sustentando. Estejam também orando pela escola de obreiros que vamos comecar no dia 17 deste mês, já temos inscritos 22 pessoas. E temos fé em Deus que muitos ceiferos irão ser dispertados por Deus nesta escola. Aleluia.
PARA REFLETIR:
Isto que o menino está puxando  é o carrinho dele, é uma garrafa com duas rodinhas feitas de borracha, e um barbante para puxar o seu brinquedo. Estou lendo um livro (Arando um campo novo), onde o Pr. Silvio do Nepal fala de dignidade, onde um par de chinelos pode trazer dignidade para quem não tem nada. Realmente nós temos que parar e pensar, como as crianças que ganham presentes elas se sentem mais amadas.
Estejam orando por Guiné-Bissau. É o nosso clamor. A paz do Senhor.
Pr. Adenoelio e Adriana, Missionárias Erica e Walkiria.

sábado, 22 de maio de 2010

PROJETO REOBOTE(curando,ensinando e evangelizando)


A paz do Senhor!
Esta é uma matéria da Ilha de Bubaque, Guiné Bissau,e do povo Bijago,aonde nós estamos trabalhando.

    ILHA DE BUBAQUE
A ilha de Bubaque ,com uma área de 48 km, 18 dos quais são pântanos alagados pelo oceano durante a maré alta.É a ilha mais afetada pela presença dos europeus,escolhida pelos colonizadores alemães antes da primeira guerra mundial e pelo Governo Português depois de 1920, como o centro principal das suas atividades no arquipélago.
As comunicações com Bissau são possíveis através de canoas e de pequeno barco.
O clima é do tipo subtropical, com chuvas abundante, durante a estação da chuvas, de meados de maio até meados de novembro.A temperatura média é cerca de 33ºC durante a estação seca e de 25ºc durante a estação das chuvas.
A maior parte da ilha é coberta de palmeiras de óleo, cuja cultura foi desenvolvida pelos colonizadores alemães no princípio do século.A outra vegetação, do tipo floresta, inclui uma variedade de plantas.As árvores de grande porte mais importantes, muitas vezes centros sagrados para as cerimônias religiosas, são os chamados poilões e os embondeiros.Ao arredores das tabancas, as árvores de fruto mais comuns são as mangueiras, os cajueiros, as laranjeiras, os limoeiros e as papaeiras.
 Tabancas(aldeias):Bijante,Enem,Ancadona,Anhimango,Charo,Ancamona,Etimbato,Ambanha,Agumpa,Ancabas,Bijana,Bruce.
A importancia de uma tabanca reside na sua autonomia para realizar as cerimônias de iniciação.Algumas delas não tem local para as realizar e mantem por isso um  relacionamento estreito com uma tabanca das proximidades.
VIDA ECONOMICA DA ILHA
Culturas primarias, o arroz e outras secundárias, como os amendoins, o milho, o feijão, o inhame, a mandioca.
Extração de óleo de palmeira.
Criação de animais domésticos, vacas,cabras, carneiros, porcos e galinhas.
A pesca feita pelos homens com rede, anzóis e arpão.
Tecnicamente,os Bijagos são agricultores e passam a maior parte do tempo, entre Abril e Dezembro, no trabalho do campo e os restantes meses na pesca, na reparação da casa e na realização das cerimônias.
METODOS AGRICOLAS
Os homens cortam o mato e queimam-no.As mulheres semeiam, defendem as culturas dos macacos e dos pássaros e por fim fazem as colheitas.Para a técnica do corte e da queimada é importante fazê-la convenientemente, de maneira e que as cinzas sejam distribuídas igualmente por todas as partes do campo,O fogo que é trazido da casa do chefe inicia a queimada, que é feita para todos os terrenos de uma área específica, no mesmo dia, de forma a evitar a propagação das chamas para a floresta circundante.Semear ou plantar é sempre tarefa das mulheres.Os amendoins e os feijões, juntamente com o óleo de palma e as aves domésticas, são os meios usuais para adquirir o dinheiro necessário à compra de roupas e pagamento das taxas anuais governamentais.
As palmeiras de óleo servem dois objetivos na economia bijago.Um deles é o fornecimento do vinho como  uma bebida alcoólica normal e barata para as cerimônias religiosas,ofertas e festas.
O outro é o fornecimento de um óleo avermelhado usado em quase todos os pratos da cozinha bijago.
CRIAÇÃO DE ANIMAIS DOMESTICOS
Os mais importantes são as cabras, os porcos e o gado bovino.Os Bijagos só matam o gado nas cerimônias religiosas que requerem o sangue de uma vaca ou de um boi.Os porcos, as cabras e as aves são numerosos, e andam livremente pela tabanca e são marcados por um sinal que somente o dono pode identificar.
Os porcos geralmente utilizados nas serimônias religiosas das mulheres, embora também possam ser vendidos a dinheiro.
As galinhas são necessárias porque nenhuma cerimônia pode começar sem a morte de pelo menos, uma delas, não importando que seja nova,no caso de não haver nenhuma mais disponivel.
Os Bijagos são os melhores entalhadores da Guiné-Bissau.O artista bijagó, trabalhando com uma faca afiada, é capaz de transformar um bocado de madeira numa imagem perfeita de animal ou bailarino ou fazer um utensilio para a cozinha.
Escultura de Idolos
É ainda a atividade mais secreta e somente poucos artistas,tem a capacidade e o conhecimento para realizá-la,transmitidos secretamente de uma para outra pessoa.As mascaras, os bancos e as estátuas que representam o seu espiríto,Orebok(espirito da morte).Os artista pode isolar-se e submeter-se a cerimônias especiais de purificação, de modo a produzir obras e símbolos .
Todos os artistas, quando cortam a madeira, ainda se aproximam das árvores com um certo temor e reverência, oferecendo vinho e aguardente e ovos ao espirito que habita na floresta.

 A paz do Senhor.
Jesus disse:"conhecereis a verdade e a verdade vos libertara".Nós cremos nesta palavra,é por isso que pedimos para vocês orarem pelo povo Bijagó,que um povo que foi sego pelo diabo,mas que em nome de Jesus Cristo será liberto.
Obrigado por tudo,que Deus abençoe a todos.

Pedido de Oração:
*Batismo no mês de agosto da igreja de Etimbato.
*Pela nossa entrada em outra ilha Uiti,com a canoa Reote.
*Pela nossa saúde.

                                                      Adenoelio,Adriana e Sara.

Apresentação de Slides

Ocorreu um erro neste gadget